August 04, 2017

Relembrando as nossas tradições



The first week of Summer Camps, with a topic of recycling, finished, and it gave its place to the second week, dedicated to the folk traditions of the village of Deão.
On Monday, with the help of Sílvia's grandfather, one of the few people who still knows how to make caroças in the village, we learned how to make caroças, a dress made with reeds that men and women wore in ancient times to protect themselves from wind and rain. We were very surprised to see how complicated and meticulous this job is!

On Tuesday, after an orientation test with a photographic raid through the streets of Deão, the workshop of palmitos took place. Palmitos are kind of flowers made with coloured papers and wax, used as decoration in the processions of the romeria.


On Wednesday we moved to Viana: in the morning we went to play to the beach and in the afternoon we went to the Casa dos Nichos, an archaeology museum in Viana do Castelo. We also made a peddy-paper around the city, organised by the museum, where children remembered the life and traditions of people in antiquity as they passed the oldest streets of the city.

On Thursday we visited one of the last vacarias in the village, where we learned the lifestyle and habits of our grandparents. It was very interesting to see how the houses were organised so that people could have a much more local and self-sufficient life than nowadays.


On the last day of the Summer Camp, former students from the school where AJD is built came to the association to tell us about what this space was like decades ago. They were very happy to see that this place has a new life and it brings an added value to the local community of Deão. In the afternoon, to close the activities of the Summer Camp, we organised an activity with water called Splash, where we made different games with water. Children loved it!
Soon we will come back to explain how funny was the third week of the Summer Camps, this time dedicated to sports.
See you soon!
Angel

A primeira semana dos Campos de Férias, com a temática da reciclagem, já acabou, e cedeu o lugar à segunda semana, dedicada às tradições populares da aldeia de Deão.

Na segunda-feira, com a ajuda do avô da Sílvia, uma das pessoas que ainda sabe fazer caroças na aldeia, aprendemos a fazer caroças, uns fatos feitos com junco que homens e mulheres usavam na antiguidade para se protegerem do vento e da chuva. Ficamos muito surpreendidos ao ver o complicado e meticuloso que é este trabalho!

 
Na terça-feira, após uma prova de orientação com raid fotográfico pelas ruas de Deão, teve lugar a oficina de palmitos, umas flores feitas com papéis coloridos e cera, usados como decoração nas procissões da romeria.


Na quarta-feira ficamos em Viana: de manhã fomos brincar para a praia e pela tarde fomos à Casa dos Nichos, um museu de arqueologia de Viana do Castelo. Também aproveitamos para fazer um peddy-paper pela cidade, organizado pelo museu, onde as crianças relembraram a vida e as tradições das pessoas na antiguidade enquanto passavam pelas ruas mais antigas da cidade.

Na quinta-feira visitamos uma das últimas vacarias da aldeia, onde aprendemos os hábitos de vida dos nossos avós. Foi muito interessante ver como as casas estavam organizadas para que as pessoas pudessem ter uma vida muito mais local e autosuficiente do que na atualidade. 
No último dia dos Campos de Férias vieram à AJD antigos alunos da escola, onde agora fica a associação, para nos falar sobre como era este espaço na antiguidade. Ficaram muito felizes ao ver que agora o espaço tem uma nova vida e que traz um valor acrescentado à comunidade local de Deão. Pela tarde, para fechar as atividades do Campo de Férias, organizamos uma atividade com água chamada Splash, onde realizamos diferentes jogos com água. Os miúdos adoraram!

Cedo voltaremos para explicar o quão engraçada foi a terceira semana dos campos de férias, desta vez dedicada ao desporto.

Até breve!                           

Àngel

July 20, 2017

Recicla-te!

Summer holidays have arrived, and they come along with our Summer Camps, to give joy and fun to the children who normally attend the AJD.

The first week was dedicated to recycling, a subject of extreme importance nowadays. In order to sensitise children about recycling, we organised different interactive games and dynamics, with which the children not only played and enjoyed, but also became aware of the importance of recycling.

In this way, we did activities related to recycling, such as an orientation proof on the streets of Deão, a recycled materials workshop (where we built a scarecrow for our ecological garden) and we even filmed a short film called 3R's!

Even though the recycling topic, we also had time to do other things: on Tuesday, the children became GNR mini-agents for one day, with the aim of raising awareness of citizenship and of the dangers on the road. We also prepared the São Pedro’s party on Wednesday and we surfed on Thursday.



It was a very very cool week and we hope that, from now on, children who did not know the importance of recycling start to separate the garbage to make this world a better place where we all could live in peace and harmony with the environment!

We still have 5 weeks of Summer Camps more, hopefully they will be, at least, as fun and educational as this one has been!

Àngel

 
As férias de verão já chegaram, e com elas os Campos de Férias, para dar alegria e diversão às crianças que frequentam a AJD.

A primeria semana foi dedicada à reciclagem, um tema de extrema importância hoje em dia. Para sensibizar as crianças acerca da reciclagem organizamos diferentes jogos e dinâmicas interativas, com as quais as crianças não só brincaram e desfrutaram, mas também ficaram alertadas para a importância de reciclar.
Assim, fizemos atividades relacionadas com a temática da reciclagem, como uma prova de pista pelas ruas de Deão, uma oficina de materiais reciclados (onde construímos um espantalho para nossa horta ecológica) e até filmamos uma curta-metragem chamada 3R’s!

Apesar da temática da reciclagem, também tivemos tempo para fazer outras coisas: na terça-feira, as crianças transformaram-se em mini-agentes da GNR por um dia, com o objetivo de sensibilizar para a cidadania e para os perigos na estrada. Também preparamos a festa de São Pedro na quarta-feira e surfamos na quinta. 

Foi uma semana muito muito fixe e esperamos que, a partir de agora, as crianças que ainda não sabiam a importância de fazer reciclagem comecem a separar o lixo para fazer deste mundo um lugar melhor, onde pudemos habitar em paz e harmonia com o meio ambiente!

Ainda temos pela frente 5 semanas de Campos de Férias, esperemos que sejam tão ou mais divertidas e educativas como esta!

Àngel

July 06, 2017

A HORTA DA AJD JÁ ESTÁ PRONTA!



Good Morning!
I am Angel and today I will talk about my main project as a volunteer at AJD: the garden project.
I had been interested in horticulture for a long time, but in Barcelona, a big city, it was very difficult to learn about it. Luckily, at AJD I found the moment, the space and the time to learn how to build an organic garden. Therefore, I am very happy to have done this project and to be able to finally introduce you to the garden of the AJD because, after weeks of digging, preparing the ground, planting, sowing and watering, the project has begun to take shape and finally, from a spot where there was only land and grass, came the long-awaited organic garden.
This project has three objectives:
  • First of all, our garden is totally biological, focused on raising awareness about the problems of using pesticides and chemicals in the production of the food we all eat, offering a healthy alternative to the products of the conventional food industry.
  • Secondly, it is also a pedagogic garden where, through weekly activities with children, they learned the process of plant growth, they understood the cycle of food, from the seed to the plate, and they awakened their feelings for Mother Nature.
  • Thirdly, this garden intends to create a space for the local community in AJD. I hope that with the products that we are going to collect we can organise more meetings and parties, strengthening the community ties, in favour of a good coexistence and friendship among all the people involved with AJD.
About the project process, the first few weeks were dedicated to prepare the soil for the garden. After the ground was ready, we started the activities with the children, which took place on Fridays. The goal was to make the children take care of the garden by themselves and to be responsible for its maintenance.
The first activity was focused on capturing children's interest. Through interactive dynamics, working teams were set up to discover which plants they would plant and help grow. Thus, we created 5 teams, and each one took care of two varieties of plants. These same teams had to inform (through the internet or through asking relatives) about how they would have to plant or sow the plants or seeds.
The second activity was focused on the protection of the garden space: we colored and spat on the edge of the garden a protective fence, made by recycled pallets, so that the balls (or the children playing) did not spoil the plantation. 
 Once we already had the teams made and the ground prepared, the third activity was focused on sowing and planting. For that, the children had already been warned that, from that moment, they would have to be responsible for watering once or twice a day and keeping the garden space clean and tidy.
The last activity was related to the signaling of the products that were sown or planted in the space, because I realised that many of the children only knew those plants that they had sowed and not those of the other teams.
Also, during the first week of the Summer Camps we made an activity related to the organic garden and we constructed, from recycled materials, a scarecrow.
In my opinion, everything is going very well so far. Children are very motivated, they water the plants every day, they respect space and try not to ruin anything when they are playing outside.
In the garden we planted two varieties of tomatoes, peppers, beans, cucumbers, lettuce, carrots, three varieties of cabbage, parsley, turnips and strawberries. Tomatoes are starting to come out! Hopefully for the next AJD party we can all taste them.
Before finishing the post, I wanted to thank Mr. Dias, the father of Ana Paula, for guiding me and teaching me everything I have learned so far. Without his help the learning process would have been much more complex. Thank you so much!!
See you next time people!
Àngel


Bom dia!

Sou o Àngel e hoje vou falar sobre o meu projeto principal como voluntário na AJD: o projeto da horta.

Há muito tempo que eu tinha interesse na horticultura, mas em Barcelona, uma grande cidade, era muito difícil de aprender sobre isso. Por sorte, na AJD encontrei o momento, o terreno e o tempo para poder aprender a construir uma horta. Assim, estou muito feliz de ter feito este projeto e de finalmente poder apresentar-vos a horta da AJD pois, depois de semanas a cavar, a preparar o terreno, a plantar, a semear e a regar, o projeto começou a ganhar forma e finalmente, do espaço onde só havia terra surgiu a tão esperada horta.
Este projeto tem três objetivos:

  • Em primeiro lugar, a nossa horta é totalmente biológica, com o objetivo de consciencializar sobre os problemas da utilização de pesticidas e produtos químicos na produção dos alimentos que todos nós comemos, oferecendo uma alternativa saudável aos produtos da indústria alimentícia convencional.
  • Em segundo lugar, também é uma horta pedagógica onde, através de atividades semanais com as crianças, elas aprenderam o processo de crescimento das plantas, perceberam o ciclo dos alimentos, desde a semente até chegar ao prato, e despertaram os seus sentimentos pela Mãe Natureza.
  • Em terceiro lugar, com a horta pretende-se criar um espaço de convívio para a comunidade local na AJD. Espero que com os produtos que vamos recolher possamos organizar mais convívios e festas, que reforcem os laços comunitários, em prol de uma boa convivência e amizade entre todas as pessoas envolvidas na AJD.
Sobre o processo do projeto, as primeiras semanas foram dedicadas à preparação do terreno para a horta. Depois de o terreno ficar pronto, iniciamos as atividades com as crianças, que se realizaram à sexta-feira. O objetivo era serem elas a encarregarem-se de cuidar da horta e da sua manutenção.


A primeira atividade focou-se em captar o interesse das crianças. Através de dinâmicas interativas, criaram-se grupos de trabalho para descobrirem quais seriam as plantas que iam semear e ajudar a crescer. Assim, criamos 5 equipas, e cada uma cuidou de duas variedades de plantas. Estas mesmas equipas tiveram que se informar (através de internet ou recorrendo aos familiares) sobre como teriam que plantar ou semear as plantas ou sementes.
A segunda atividade centrou-se na proteção do espaço da horta: colorimos e espetamos na beira da horta umas cercas protetoras, feitas através de paletes recicladas, para que as bolas (ou as crianças a brincar) não estragassem a plantação.
Uma vez que já tínhamos as equipas feitas e o terreno preparado, a terceira atividade centrou-se em semear e plantar. Para isso, as crianças já tinham sido consciencializadas de que, a partir daquele momento, iam ter de ficar responsáveis por regar uma ou duas vezes por dia e de manter o espaço da horta limpo e arrumado.
A última atividade foi relacionada com a sinalização dos produtos que estavam semeados ou plantados no espaço, pois eu percebia que muitas das crianças só sabiam aquelas plantas que tinham sido elas/eles a semear e não a das outras equipas.
Ainda, na primeira semana dos Campos de Férias, aproveitamos para fazer uma atividade relacionada com a horta e construímos, a partir de materiais reciclados, um espantalho.
Na minha opinião, até agora, está tudo a correr muito bem. As crianças estão muito motivadas, todos os dias regam as plantas, todas respeitam o espaço e tentam não estragar nada quando estão a brincar ou a jogar à bola.
Na horta plantamos tomate maçã, tomate cereja, pimentos, feijão, pepinos, alface, cenoura, couve-galega, couve nabiça, grelos, salsa, nabos e morangos. Os tomates já estão a sair! Esperemos que para a próxima festa da AJD todas e todos possamos prová-los J.
Antes de finalizar o post, queria agradecer ao Sr. Dias, o pai da Ana Paula, por me orientar e ensinar tudo o que eu aprendi até agora. Sem ele o processo de aprendizagem teria sido muito mais complexo. Muito, muito obrigado!!
Até à próxima malta!
Àngel