February 11, 2016

ATE LOGO, NAO ADEUS

"Tan lines will fade, but memories last forever" - This is one of the quotes I have read while still in Portugal that could perfectly sum up both my time spent there and the emotions after my return.
It's been almost a month since I left, so this article was long due. First I'll put all the standard sayings out there: For 10 incredible months was I part of your lives and you have helped me, taught me, supported me, bore me, scolded me when necessary, enriched my life, opened my horizons and I cannot thank you enough for being the kind, friendly, helpful and sexy people you are.

In the evening before my flight back to Germany we had all our dear friends come together for a last festa in Viana. Beforehand, the kids at the Ludoteca, together with Bibi, Jerusa, Natalia, Sara, organised a last lanche for us. Crepes, crepe cake, a video, a lot of hugs and (happy) tears. I guess it hadn't sunk in that this was the end of our journey, so Melanie and I were surprised of our good mood and tearless spirit. Well, let me tell you, when I was sitting in the airplane, accelerating gradually past the Porto airport, it hit me. A flash of all the memories, the laughter, the crazy things, the beach hours, the cake eating, Marta's sleepy face ... a waterfall of tears filled my eyes ... it was over. 
 
Like it was yesterday, I remember Tania from the Centro asking how I can move from one place to another without feeling the need to settle down and finding a place of my own. Well, had I done so, I would never have had such an explosive experience, met all of you and learned to cherish even more the things I have when I come back. 

It is impossible to end this article without referring to the Erasmus programme, that has given me this opportunity, and summoning all you young people out there, who might read this, to embrace such a chance and go explore the world without fear because as volunteers you have wings. If you do, consider AJD as your partner organisation!

Cheers to always being a bird!

Don't forget me
Gretel
"As marcas do bronzeado vão desaparecer, mas as memórias duram para sempre" - esta é uma das citações que eu li enquanto ainda estava em Portugal, mas que poderia perfeitamente resumir o meu tempo aí e as emoções depois do meu regresso. 

Passou quase um mês desde que voltei, por isso, este artigo é longo. Primeiro, deixa-me começar com os agradecimentos standard: em 10 meses incríveis pude fazer parte das vossas vidas e vocês ajudaram-me, ensinaram-me, apoiaram-me, aguentaram-me, deram-me um raspanete quando foi necessário, enriqueceram a minha vida, abriram-me os meus horizontes e não posso agradecer o suficiente por serem pessoas tão boas, amáveis, prestativas e sexys. 

À noite, antes do meu voo de regresso para a Alemanha, convidamos todos os nossos queridos amigos para a última festa em Viana. Antes, as crianças na Ludoteca, juntamente com a Bibi, a Jerusa, a Natalia, a Sara, organizaram o último lanche para nós. Crepes, um bolo de crepe, um vídeo, montes de abraços e lágrimas (felizes). Eu acho que eu e a Melanie não tínhamos percebido que era o fim da nossa viagem, portanto, todos foram surpreendidos com o nosso bom humor sem lágrimas. Mas deixa-me dizer-te, quando eu estava sentada no avião, acelerando gradualmente, deixando o aeroporto do Porto atrás, me bateu. Um flash de todas as memórias, as gargalhadas, as loucuras, a praia, os bolos, a cara de sono de Marta... uma cascata de lágrimas me encheu os olhos... acabou. 

Como se fosse ontem, lembro-me da Tânia do Centro perguntar como posso mudar de um lugar para outro sem sentir a necessidade de estabelecer-me e encontrar um lugar na vida. Olha, se eu tivesse feito isso, nunca tinha tido uma experiência tão explosiva, conhecido todos vocês e aprendido a valorizar ainda mais as coisas que tenho. 

É impossível terminar este artigo sem referir o programa Erasmus+, que me deu esta oportunidade, e convocar-vos a todos, jovens, que estão talvez a ler, para abraçar uma oportunidade assim e ir explorar o mundo sem medo, porque os voluntários tem asas. E se querem fazer isso, considere a AJD como a organização de envio! 

Brindemos a ser um pássaro para sempre! 

Lembrem-se de mim.
Gretel 

2 comments:

  1. E lembrei-me deste poema de Miguel Torga... para ti Gretel (com as devidas adaptações)
    Recomeça…
    Se puderes,
    Sem angústia e sem pressa.
    E os passos que deres,
    Nesse caminho duro
    Do futuro,
    Dá-os em liberdade.
    Enquanto não alcances
    Não descanses.
    De nenhum fruto queiras só metade.
    E, nunca saciado,
    Vai colhendo
    Ilusões sucessivas no pomar
    E vendo
    Acordado,
    O logro da aventura.
    És homem, não te esqueças!
    Só é tua a loucura
    Onde, com lucidez, te reconheças.

    ReplyDelete
  2. Aproveito e deixo também um poema que acho que te caracteriza:
    "Não me basta ser:
    eu quero o transbordar de tudo,
    o desassombro
    que toda a margem desconhece.
    Não me basta morar:
    quero a vida como febre,
    o amor como lume e água.
    No final,saberás:
    o que se ama não regressa.
    O que se vive não começa.
    E o sonho nunca tem pressa."
    Mia Couto

    Muitas saudades...☺ tudo de bom!☺
    Cá te esperamos☺

    ReplyDelete